Acontece Notícias Séries Televisão

Band rertira Kamen Rider Black do ar por problemas com a dublagem.

Sato Company e o dublador Élcio Sodré negociam a volta da série.


Foi anunciada ontem (3) através das redes sociais a suspensão da exibição de Kamen Rider Black na Band. O tokusatsu era uma das atrações bloco dominical da emissora, que se viu obrigada a procurar uma nova reprise para tampar o buraco.

O primeiro comunicado foi feito pela Sato Company, detentora dos direitos da série no Brasil, em suas redes sociais. “Infelizmente nem todos são a favor do enorme trabalho que estamos tendo em resgatar obras clássicas que acalenta os nostálgicos nesse momento de pandemia“, informa a nota, acrescentando que “o interesse de poucos atrapalhando o sonho de muitos“. Confira a nota abaixo:

No começo da tarde desta sexta-feira (4), foi a vez do dublador Élcio Sodré se manifestar em suas redes sociais. O responsável pela voz do protagonista Isamu Minami explicou que a veiculação de qualquer mídia exige a autorização preliminar do titular da voz, mas que em momento algum teriam ido conversar com ele para negociar o contrato de cessão de direitos de autor, conforme exige a lei. “Continuo aguardando e torcendo para tudo acabar bem e como deve acabar numa negociação entre pessoas corretas: dentro da lei“, encerrou. Confira a publicação:

No final da tarde, a Sato Company divulgou uma nova nota explicando o caso. Dividida em vários pontos, a nota de esclarecimento explica que a retirada de Kamen Rider Black foi ato de um dublador que teria se negado a assinar o contrato de cessão de voz, e que a equipe está realizando estudos para levantar a quantidade de horas do dublador na produção.


Leia Também:  Whindersson Nunes fará a voz de Jackie Chan.
Redação
Redação
Equipe do DB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *